terça-feira, 20 de outubro de 2009

Mulher que trai

Sempre lemos sobre por que uma mulher trai, mas é bem mais fácil fazer uma leitura superficial, depois analisar e julgar, quando não é na carne que sentimos. Aqui estou abrindo a minha alma, e não é fácil.
"Elas traem, eu não". Fácil. O marido não a valoriza. Ela cansou de comer o mesmo arroz-com-feijão anos a fio.
Ela não tentou "reacender a velha chama", nem quis usar os "47 truques para excitar seu homem". Ela não usou mais uma lingerie sexy, o marido não lhe trouxe mais flores.
O marido vai para a cama de meias, fica olhando TV horas e horas. Ela lê revistas... Enfim... sempre as mesmas razões, pisadas e reprisadas.
E se nada disso for verdade, se tudo foi feito, será que temos mesmo a obrigação de fazer durar para sempre? "Ninguém casa para se separar". Será que o pra sempre um dia não pode simplesmente acabar, como diz a música? Deixar o palco quando a platéia ainda ri, e não quando começou a levantar e ir embora de fininho...
Ninguém pode negar que um dia o tesão acaba. E ponto. Tudo pode estar em ordem, o marido ser atencioso, carinhoso, apaixonado... mas ela não pode querer mais? Mais do que tudo isso? Ou outra coisa a não ser isso? Então tá. Trai porque não presta, mesmo. É vagabunda.
Por que não deixar um espaço, ou mesmo um tempo, dentro de um relacionamento, para curtir outras pessoas, outras cabeças, outros olhares, outras emoções?
Isso é trair? Ou é abrir os horizontes? O que temos construído ao longo de anos é tão fraco que não suporte uma força maior? Ou é tão forte para não se abalar com uma fraqueza?
E agora?

10 comentários:

Dosador disse...

Eu penso que deveria ser tão forte a ponto de não existir essa vontade. Seria forte a ponto de suprir essa necessidade de traição.
Se não for tão forte assim, o melhor é se separar e tomar outro rumo.
As pessoas traem pq querem, não existe isso de ter um motivo.
Se quer ter uma outra relação, termina a primeira e parta pra outra.

Meu pensamento.
Bjos.

Marcio-SJP disse...

É a portabilidade kkkkkkk!

Brincadeira, eu vejo dois tipos de traição:

1) Aquela que deixa pistas. Na realidade esta traindo por falta de algo. Mas implora para que este algo seja completado.

2) Aquela que faz pela natureza. É o tipo que precisa de varios parceiros, seja pelo ego, necessidade fisica ou sei lá o que.

Destes o tipo (1) eu vejo como problema, normalmente se apega ao amante e ai sim vejo como uma traição. Ai acho que vale o conceito do DOSADOR.
O tipo (2) não, aproveita a vida sem fazer comparações, sabe o que o parceiro tem de bom, mas tambem sabe que a vida é impar e muito curta.

beijos,
Marcio 4.0

Mulher de 40 disse...

Sou o tipo 2 !! #fato

Sr. Jacarandá disse...

Ora senhora deste blog estaria você entao extinguindo o amor, a possibilidade de que realmente dure e seja louco sempre. Conheço alguns raros casos, uns poucos, uns loucos...

Ora dona deste blog o que seria do sexo renovador sem um tantra qualquer, umas velas coloridas e um filme bem chato ( pra nao prestar atenção mesmo).

Ora mulher de 40 deste blog devo crer que ainda sou um crente. Talvez... sim talvez... talvez nao acabe em pizza eu espero. Como os loucos...

Mas muito ilustrativo.

Luciana P. disse...

Essa, infelizemnte, é uma realidade. É como se nós, mulheres não tivéssemos o direito de nos cansar daquele cara que dorme de meias e ronca em frente à tv. É como se a nós fosse dado apenas obrigações no casamento ou relacionaento. Sempre somos as vilãs da história. Sem contar que temos que nos preocupar o tempo todo em agradá-lo para que ele não queira outra lá fora.
ocê argumentou muito bem... e nós? Como ficamos nessa parte do filme? Frustradas, mal-resolvidas, frustradas?
Penso nisso sempre e ainda não consegui encontrar meios de convencer muita gente ao meu redor que traição não passa por aí, não mesmo. Traição é outra coisa!
Li até aqui os seus posts.
Adorei esse texto e o seu blog.
Beijos!

ALFKLEIN disse...

A traição é consequencia de um relacionamento deteriorado,em um relacionamento aberto,com lealdade e companheirismo não ocorre traição.
Traição é dor de rejeição,difícil de superar.

EAD/JOYCE disse...

Muito bom seu post, as mulheres precisam ,mesmo, refletir se a vida q levam é satisfatória e n permanecer à mercê de um homem.bjs

Vivis disse...

Por que não deixar um espaço, ou mesmo um tempo, dentro de um relacionamento, para curtir outras pessoas, outras cabeças, outros olhares, outras emoções?

Isso é trair? Ou é abrir os horizontes? O que temos construído ao longo de anos é tão fraco que não suporte uma força maior? Ou é tão forte para não se abalar com uma fraqueza?

A mulher trabalha muito com esta visão, uma vez que muitas perdoam quando traídas. Homem não aceita traição. Quem sabe daqui a algumas décadas possamos visualizar este conceito.

Anônimo disse...

Quando eu trai, meu marido, hj ex, já tinha matado todos os meus sonhos de felicidade. Já tinha me convencido de que eu não era capaz de faze-lo feliz. Dizia que me amava mas só queria usar o meu corpo como se fosse um objeto de sua propriedade.
Eu pedia separação e ele negava e dizia que se mataria.
Ele me forçou, me obrigou, me constrangeu, me chantageou, me aterrorizou psicologicamente durante mais de dez anos.
Um dia eu conheci alguem. Me apaixonei, pela forma como esse alguem me via. Me apaixonei perdidamente. Me entreguei. Sou culpada?
Eu me senti culpada sim. Foi uma guerra dentro de mim. Eu jamais perdoaria uma traição. E eu trai.
Hoje não estamos mais juntos. Me libertei através daquela paixão. Tambem não estou com aquele que me despertou, mas descobri que na verdade eu ainda podia ser feliz, e tenho pra mim que quem sofre uma traição na maior parte das vezes fez por merecer. Pronto falei.

Anônimo disse...

Eu tenho quase 20 anos de casado.O meu relacionamento com minha esposa anda muito devagar no sexo, só melhora quando converso e digo que para ficar esperta, mas aí relaxa novamente.Sou da opinião que temos que ser felizes.Eu tenho uma amante desde agosto de 2011, e só não está melhor com esta porque é uma mulher de fases.Eu tento ser um marido bom até onde dá, mas não posso ser infeliz só pq sou casado.Faço as coisas de modo a não ferir ninguém.Não me arrependo, aliás, me arrependo daquilo que não faço, das oportunidades pelas quais as vezes deixo passar.Hoje é sábado, estou sozinho em casa e a mulher, foi trabalhar.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails