sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Minha primeira vez no swing - Parte 1

"Oi! Meu nome é Juliano*, sou leitor do blog, tenho 23 anos e sou publicitário. Eu e minha noiva, Gabriela*, estamos juntos há mais de 3 anos e temos uma vida sexual muito boa, mas claro que tudo sempre pode melhorar... Sou moreno, olhos verdes, nem gordo nem magro e tenho 1,80m. Ela é loira, também tem olhos claros, seios médios, coxas deliciosamente firmes e uma bunda linda e boa de apertar.
Confesso que a ideia de ir a uma clube para casais já tinha passado pela minha cabeça várias vezes, mas sempre ficava na vontade. Dessa vez, decidi convidá-la e ver no que dava, afinal sempre assistimos às aventuras do 'Swingers Party', que passa no Multishow. Para minha surpresa, ela não relutou muito, também tinha curiosidade em ver como era. Alguns minutos depois, estávamos arrumados para a noitada. Eu de camisa polo, calça e tênis, ela vestida só com presentes meus: um lindo microvestido vermelho, fio dental idem e uma meia arrastão preta, com trama bem aberta e uma sandália de salto alto.
Escolhemos o Club Mix Bar, no centro da cidade. Lá, tudo era novidade: a casa usa um sistema de pulseiras, para selecionar as abordagens. Escolhemos ficar com a roxa, para apenas ficarmos de voyeurs. A casa começou a encher, alguns casais bonitos na pista e vários solteiros(as). Tomamos uns drinks e começamos a dançar. Quando a boate do terceiro andar foi liberada, fomos pra lá e já vimos algumas brincadeirinhas menos inocentes. Já tinha casais se trocando e indo para as suítes e darkrooms do 2º andar.
Nós aproveitamos e fomos pro quarto andar. Lá, eram quatro suítes, inclusive uma "aquário", onde uma parede de vidro deixava ver o que se passava ali dentro, arrancando suspiros de quem estava do lado de fora. Vimos um pouco e fomos passear pelas suítes... Na primeira em que entramos, surpresa! Haviam uns 4 casais se pegando, com direito a show particular de um à la cachorrinho, arrancando gemidos da mulher. O tesão falou mais alto e eu imprensei a Gabi no espelho, nos beijamos, rolaram amassos daqueles e não resisti: pedi que ela me chupasse ali, e que nós fizéssemos o show. Ela não queria, mas os olhares fizeram a vontade aparecer... Me jogou na cama, se ajoelhou e começou a me tocar com a língua quente que eu tanto gosto.
Nisso, um casal chegou e deitou no meio da cama: enquanto ele estocava na boca da parceira, ela se abria toda para a mulher do casal do nosso lado, que por sua vez, era penetrada pelo marido de lado. Virei um pouco o corpo, afastei a calcinha daquela estranha, subi para os seios e apertei de leve: molinhos, era um toque diferente e hipnotizante. Voltei para a vulva, o marido dela dava umas lambidas e voltava pra ser chupado. A mulher ao lado massageava o clitóris e eu aproveitei para colocar um dedo, depois dois. Sentia ela molhar bem devagar, gemeu abafado e se abriu mais. Cochichei na que era fudida de lado: chupa a buceta dela. Não deu outra: caiu de boca e arrancou um forte gemido da mulher.
O parceiro gostou tanto que puxou a 'assanhadinha' pra beijar-lhe a boca, chupar o seio esquerdo e quase ordenar que nós dois chupássemos sua mulher. Não fosse minha primeira vez ali, certamente atenderia. A Gabi já estava roxa de ciúme, e eu já esperava isso... Ela resolveu me 'castigar' com arranhões na barriga e mordidas no pênis. Bobinha, eu só estava ficando mais excitado. Tocava nos seios da outra mulher e parti para colocar um dedo no cuzinho da primeira. Ela não resistiu e me incentivou, até que o marido quis partir pro abate.
Passamos a nos concentrar nos nossos parceiros, e a minha loirinha entendeu o recado: engoliu cada centímetro da minha pica, o que é raro para ela conseguir. Parou do nada, e saiu porta afora pro banheiro. Literalmente de calças na mão, fui atrás dela, caindo no jogo de sedução que eu devia saber de cor... Ciumenta, me queria só dela como sempre fui, mas lhe excitava o meu ímpeto de tocar outras. Deu uma desculpa e fomos para o 2º andar. A safada queria era descontar! Mas não conseguiu todas as atenções: quando chegamos ao darkroom, vimos uma roda de homens e pudemos contemplar uma morena, aparentando uns 40 anos, abocanhando todo e qualquer pau que aparecesse. Mal dava para ver o rosto da mulher, que vestia só salto alto e luvas. Um homem - provavelmente o marido - só observava, se masturbando. Devia ser sua fantasia ser o "corno voyeur"... Tem de tudo no swing!
Depois do que vimos, o tesão nos fez recomeçar os amassos já nas escadas. Voltamos para o 4º andar. No aquário, dois pares de mulheres se chupavam e se beijavam, dois homens observavam e um fodia a que chupava sua amiga. Entramos na suíte que tinha uma banheira, havia dois casais lá, com as mulheres no oral. Encontramos uma loira que eu fiquei 'paquerando' na balada incial, com o namorado. Era um moreno forte, tatuado e com pinta de sisudo. Notei a Gabriela dando uns olhares bem indiscretos, de cima a baixo mesmo, para ele.
Como quase já não havia sangue no cérebro, não identifiquei se ela queria chupar ele ou se estava só me provocando. Ela voltou a me chupar, e eu me deitei. Fiquei próximo a um casal maduro, o marido comia a mulher de quatro. Tão próximo que a mulher não teve dúvidas: me beijou ali mesmo, sem a menor cerimônia. Quando viu que eu aceitei e gostei, a Gabi mordeu meu pau forte, e a mulher percebeu. Só pra provocar, pegou os seios e me deu para chupar. Os mamilos grandes, como eu gosto, tinham um sabor gostoso e uma consistência que me fez ficar ali alguns momentos. Lambi e senti ela cochichar que estava uma delícia, queria até trocar com minha noiva..."
(Este é o relato de um leitor... continua na próxima semana... aguardem!)
(* nomes fictícios)

6 comentários:

WarezDesign disse...

adorei!!!

Accácia disse...

UAU!!!!
CONFESSO QUE CHEGUEI A FICAR EXCITADA COM A DESCRIÇÃO DESSE LEITOR!!
QUE NÃO DEMORE A SEGUNDA PARTE!!
ADOREI!!!
BEIJO E BOM FINDI!
ACCÁCIA

sonyangel12 disse...

adorei esse texto... por favor não demore a postar a segunda parte..

Conde Vlad disse...

Essa Casa de Swingers parece ser boa hein... A qu eeu fui não tinha tanta putaria quanto esta. rsrs... Quero ir nesta.

Agora... até o momento do conto, a história tem se mostrado frustrante para a mulher. Acho que nestas casas de Swingers, principalmente se for a primeira vez do casal o homem tem de dar um apoio legal a sua mulher. Caso contrário acontece estas rixas.

Beijos do Conde.

LIVRE PARA VOAR disse...

adorei a postagem
FIQUEI ATE EXITADA...QUE DELICIA ADORO ISSO TUDO..

srtª jaque disse...

UAU!!!!
CONFESSO QUE CHEGUEI A FICAR EXCITADA COM A DESCRIÇÃO DESSE LEITOR!!
QUE NÃO DEMORE A SEGUNDA PARTE!!
ADOREI!!! ²

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails