domingo, 7 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher


Amanhã é o Dia Internacional da Mulher, que, segundo a Wikipédia, "tem origem nas manifestações femininas por melhores condições de trabalho e direito de voto, no início do século XX, na Europa e nos Estados Unidos. A data foi adotada para lembrar tanto as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres como as discriminações e as violências a que muitas mulheres ainda estão sujeitas em todo o mundo."
As conquistas das mulheres sempre foram sofridas, e até se diz que as coisas que conquistamos foram concessões masculinas. Não vou discutir aqui se isso é verdade, o fato é que se conquistamos ou nos foram concedidas, as vitórias falam por si sós, e delas ainda não abrimos mão. Tudo aquilo que conseguimos continua em nosso poder, e mostramos que temos competência para mais.
Também é fato que, em algum momento da vida, todas as mulheres sentem a discriminação por serem mulheres. Sendo tratadas diferentemente de seus irmãos homens, sendo censuradas na escola ou na pracinha por quererem participar de alguma brincadeira "masculina", recebendo um salário menor que os homens, sendo rotuladas quando demonstram um comportamento mais livre e que para os homens seria considerado normal.
Somos discriminadas pelas próprias mulheres, que muitas vezes não aceitam a autoridade de uma superiora hierárquica - veja as fofocas em escritórios e salas de professores; ou sabotam as amigas... quem já não duvidou que possa existir amizade verdadeira entre mulheres? Ainda há as mulheres que sempre saem em defesa dos homens, sejam eles quem forem, e as que competem entre si pelas atenções do mundo masculino.
Ainda somos criadas para tudo isso, e talvez ainda estejamos criando nossas filhas para essa diferença e nossos filhos para tratarem as mulheres da mesma forma que fomos ou somos tratadas. Sobre isso há que se pensar e refletir todos os dias, pois atitudes espontâneas são esclarecedoras, e é bem mais difícil pensar primeiro para agir depois.
E somos realmente fortes, isso eu me orgulho de poder falar. Fortes para encarar o dia-a-dia cheio de desafios: às vezes um trabalho não muito recompensador, filhos que dão crescentes preocupações, casamentos que nem sempre são um mar de rosas, parentes que precisam de um apoio e que não merecem nossas lamúrias, amigos que se vão... e, principalmente, somos fortes para de vez em quando fraquejarmos e assumirmos nossas fraquezas.
Faz algum tempo que parei de cobrar de mim mesma a perfeição para a qual fui criada e para a qual fui empurrada pela mídia e pela sociedade. Não pretendo fazer nenhum comercial de margarina, portanto não tenho que ser perfeita em todos os momentos. Aprendi que, em primeiro lugar, tenho que estar bem comigo mesma para estar de bem com todo o resto. Não esperem de mim a filha, mãe, esposa, dona de casa ou profissional perfeita. Escolho uma coisa de cada vez, venço uma batalha por dia e me permito silêncios e fugas quando acho necessários.

Sou apenas uma mulher... reconheço meu valor, meu espaço e minhas conquistas; assumo meus defeitos e mereço, sim, reconhecimento pelo meu dia. Já lutei muito, já apanhei e já bati, já amei e fui amada... e, sinceramente? Acho que no dia de amanhã deveríamos folgar e deixar os homens fazerem tudo o que normalmente fazemos. Apenas um dia. Depois disso, todas as palavras se tornariam desnecessárias.

5 comentários:

pontorouge disse...

Lindo texto!
Então, lancemos a campanha para o feriado feminino.

beijo rouge

Dani

Sweety Chaos disse...

Ótimo texto!
O penúltimo parágrafo resume tudo, o momento em que vivemos, em que vivo...:

'Faz algum tempo que parei de cobrar de mim mesma a perfeição para a qual fui criada e para a qual fui empurrada pela mídia e pela sociedade. Não pretendo fazer nenhum comercial de margarina, portanto não tenho que ser perfeita em todos os momentos. Aprendi que, em primeiro lugar, tenho que estar bem comigo mesma para estar de bem com todo o resto. Não esperem de mim a filha, mãe, esposa, dona de casa ou profissional perfeita. Escolho uma coisa de cada vez, venço uma batalha por dia e me permito silêncios e fugas quando acho necessários.'
Bjs,
@martinsLu

Namorada disse...

obrigada por não ser mais uma voz no meio da multidão, de vozes que dão parabéns por sermos belas e por gerarmos. Obrigada por estar fazendo a diferença. Concordo com cada palavra!
Um beijo minha irmã! Força e paz!

Tati disse...

Adorei!! Um super parabéns para todas nós mulheres, e um parabéns todo especial para você, que com seus textos muitas vezes nos encoraja a defender nossos desejos e sentimentos;

Bjinhuss

Tati

Luxuria disse...

Desejo um Feliz dia da
______MULH
______MULHERM
_____MULHERMUL
____MULHERMULHE
____MULHERMULHE
_____MULHERMULHE
_____MULHERMULHE
_____MULHERMULHERMU
_____MULHERMULHERMUL
______MULHERMULHERMUL
_____MULHERMULHERMULH
___MULHERMULHERMULHER
___MULHERMULHERMULHER
____MULHERMULHER_MULH
____MULHERMULHE__MUL
____MULHERMULH___MUL
___MULHERMULH____MUL
__MULHERMULHE___MUL
__MULHERMULHER__MUL
_MULHERMULHERM__MUL
MULHERMULHERMU__MU
MULHERMULHERMU_MUL
MULHERMULHERMULHER
_MULHERMULHERMULHE
_MULHERMULHERMULHE
_MULHERMULHERMUL
_MULHERMULHERM
__MULHER_MULHE
___MULHE_MULHE
___MULHE_MULHE
____MULH__MULHE
____MULH__MULHE
____MULH___MULHE
____MULH____MULHE
____MULH____MULHE
____MULH_____MULHE
____MULH______MULHE
_____MUL______MULHE
_____MUL_______MULH
_____MUL________MUL
_____MUL_________MUL
____MULHE________MULH
____MULHE________MULHE
__MULHE_M_________MULH
__________________MULH

Com muita luxuria

beijo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails