quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Por que o PRAZER sexual tem que ser propriedade privada, exclusividade, patrimônio particular?

O individuo ama de paixão dançar, mas sua parceira não gosta. Vão a uma festa e o indivíduo que ama dançar passa a noite dançando com outras pessoas, sentindo PRAZER, inalando diversos perfumes, chegando a ficar suado e ofegante.
Outro ama pescar, o PRAZER que sente ao pescar um peixe é algo fora do normal, um PRAZER sem explicações. E tem mais, a primeira pessoa que ele pensa quando pega um peixe deste é em algum amigo e NUNCA, mas NUNCA mesmo será na esposa/namorada/ficante/etc...
Algo similar ocorre com as mulheres, namoram, simplesmente sonham com aquele vestido na vitrine. E ela esta pensando em quem quando se imagina com aquele vestido? É lógico que é a amiga. O marido fica para as lingeries.
Outras mulheres, simplesmente esquecem que tem marido e passam o dia tendo o PRAZER de limpar a casa.
O mesmo ocorrendo com alguns homens onde o PRAZER é passar o final de semana cuidando do carro.
Eu poderia passar o dia escrevendo situações onde apenas UM tem PRAZER. Outras vezes o PRAZER inclui outras pessoas como em uma partida de futebol, um chopp com os amigos, um passeio no shopping com as amigas, as confissões com a manicure, etc...
Mas, porque apenas o PRAZER sexual é considerado propriedade?
Egoísmo, Posse, Medo, Concorrência, Auto-Estima???
Contribuição do nosso leitor Marcio Dutra
Sua descrição... 40 anos, Ariano, portanto explosivo e fogoso.
Total Flex - aceito fermentado e destilado
Casado há 18 anos com uma poderosa mulher de 40 (o delicia)
Dois filhos
Paulistano da gema, morando a dez anos em São José dos Pinhais – PR

6 comentários:

Garotto Programa disse...

Será que prazer sexual pode mesmo ser considerado propriedade? Nem sempre... mas tudo o que está descrito no post é fato! Mas não podemos generalizar. Há pessoas que pensam somente em seus companheiros. Acredite minha mãe é a prova viva de que so pensava no marido. E ele (que Deus o tenha) fazia tudo pensando somente nela... nem sempre prazer é propriedade... muitas vezes sim... mas não sempre...

Dosador disse...

Claro que quando a gente busca o sexo é quando queremos satisfazer o nosso prazer, mas eu pelo menos depois que começo me preocupo com o prazer da minha parceira. Enquanto isso vou aproveitando, claro, mas minha dedicação no momento é voltada a ela. Por isso não acho que seja tão exclusivo assim.

Quanto aos outros prazeres procuro fazê-los coincidindo com os da minha mulher. Se ela gosta de sair a noite então aproveito e limpo o carro pra isso. Aí acho que juntamos um pouco os prazeres.

hellomotta disse...

Sexo é 2!
O gostoso do sexo é a junção do egoísmo com o altruísmo!

Mulher de 40 disse...

No filme "Up" que está em cartaz vemos uma mulher morrer esperando que o marido satisfaça os seus sonhos... a maioria das mulheres ainda espera isso... acho que todos, mulheres e homens, devemos ir atrás da satisfação sempre, mesmo que de forma independente de nossos parceiros.

Marcio-SJP disse...

Cada um tem sua Vida, ela é impar, não pertence a ninguem, tudo bem, um pedaço tem que ser dos outros (marido/esposa/filhos/parentes/trabalho/etc...), mas você deve obrigatóriamente ter a sua parte.

Não espere encontrar alguem que tenha exatamente o mesmo sonho que você para então realiza-lo.

obs.: O Chico Anysio do "UP" foi um ótimo exemplo...foi realizar o sonho após a morte da esposa (quase chorei na parte que a velinha morre no desenho, sacanagem!).

beijos,
Marcio 4.0

Mulher de 40 disse...

Também quase chorei, me imaginei no lugar dela, então tive a certeza de que deveria ir atrás do que me dá prazer!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails