quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Confiança é irrecuperável ?


Olá Mulher de 40, tudo bom? Quero saber se você pode me ajudar:
Minha dúvida, acho que está mais para desabafo, é: Tenho 19 anos e namoro uma mulher de 23 anos. E nossa história é bonita, teve momentos conturbados, mas é muito bonita. Nos conhecemos de maneira inusitada, conheço o irmão dela e depois de dar uma investigada achei o orkut dela. Adicionei. Começamos a conversar por orkut e depois msn. Até que um dia nos vimos na rua e batemos mó papo. Depois disso, a frequência com que nos víamos aumentou, conseqüentemente, o interesse surgiu e foi aumentando também (pelo menos da minha parte).
Até que um dia não aguentei e dei um beijo nela, foi inesperado e ela retribuiu. Foi mágico o momento, pois eu (um garoto na época) e ela (uma mulher) sempre nos demos bem. Ficamos e depois namoramos. É aí que começa o caos. Conheci uma garota (amiga de uma amiga), super interessante, a mesma cabeça que eu, gostava das mesmas coisas, não resisti e acabei ficando com ela. Me senti muito mal e terminei com a minha namorada e fiquei mais uns 3 meses com a garota. Meses depois ela descobriu o motivo e ficou arrasada. Disse que eu não fui leal, que traí a confiança dela, me desculpei e em momento nenhum me eximi da culpa.
Depois de um tempo pedi pra voltar e ela aceitou, mas volta e meia ela voltava no assunto dizia que não conseguia esquecer. E eu sempre tentando me redimir, amadurecendo e fazendo agrados que antes não fazia (mas sabia que eram importantes). Mesmo com tudo isso ela disse que não gostava mais de mim da mesma forma e terminou. Acontece que: eu descobri que ela também havia me traído, pouco antes de eu terminar com ela por conta da minha traição e que no último mês flertava com um cara de um cargo superior ao dela na empresa que ela trabalha, ela negou tudo.
No momento que ela terminava comigo eu citei isso e ela ficou furiosa. Disse que eu invadi a privacidade dela, que eu não podia ter feito aquilo. Enfim, terminamos. Depois de uns dias ela disse que realmente havia me traído e que flertava com o cara do trampo dela. De início não a perdoei, não pela traição, mas todo desgaste emocional que me fez passar tentando me redimir do que havia feito e ela e mesmo assim ela não me disse e nem sequer se sentiu mal por eu estar me fazendo de cachorrinho pra ela.
Acontece que voltamos mais uma vez. Não conseguimos ficar longe um do outro, mesmo separados ficávamos, transávamos (o sexo sempre foi maravilhoso), trocávamos emails e ligações quase que diariamente, mesmo eu sabendo que ela saia com o cara do trampo dela. Conseqüência: voltamos. Agora está maravilhoso, conversamos sobre qualquer coisa que nos aflige, do que não gostamos, sobre tudo mesmo.
Mas uma coisa me incomoda, NADA será como antes. Como quando tinhamos acabado de nos conhecer, que nem desconfiavamos um do outro e etc. E ultimamente tenho pensado muito na traição dela. Não me contou e ainda por cima me crucificou quando descobriu a minha. Como ela conseguia? Me condenar sendo que havia feito igualzinho. É isso que vem me incomodando. Não que eu queira pensar nisso, mas são pensamentos que aparecem na minha mente involuntariamente.
E eu gostaria de saber como eu faço pra parar, pois não quero que atrapalhe meu relacionamento. Um relacionamento que resistiu a traições, diferenças de idades e maturidades, um relacionamento tão bonito, cheio de compreensão e acima de tudo amor e paixão.
Pode me dar uma luz? Você é mais experiente e com certeza pode me dar uma instrução, ajudar...qualquer palavra auxiliadora rsrs
Brigadão, e adoro seu blog.

Resposta da Mulher de 40
Fiquei muito surpresa e feliz com seu email, é o primeiro que recebo procurando conselhos! Isso é um retorno maravilhoso para mim e para o blog, onde desabafo minhas fraquezas e abro meu coração. E adoro ajudar, sempre que posso!
Bem, li e reli sua história e posso te dizer que parece que no início do seu relacionamento nenhum dos dois levou muito a sério, já que os dois traíram. E acho que na idade em que vocês estão, não deve ser levado mesmo a sério, devem aproveitar bem a vida e os momentos que ela proporciona.
Mas para aproveitar o que a vida nos traz, devemos estar com a mente aberta e olhar para a frente. Sei que não é fácil voltar a confiar em uma pessoa que traiu a nossa confiança, mas se você quer continuar com a garota vai ter que confiar e tentar esquecer o que passou. O mesmo vale para ela. Analise se ela ainda te dá motivos para desconfiar ou não.
Como sempre, a melhor saída é mesmo a sinceridade. Se você diz que conversam sobre tudo, abra o seu coração para ela e fale o que lhe incomoda, mas sem cobranças, nem brigas. Depois de colocar para fora, os problemas diminuem de tamanho, isso é fato. Conversem pela última vez sobre isso e depois dêem juntos um ponto final.
E por último, vou ser bem dura: as pessoas podem mudar, mas nem sempre mudam. Ou seja, quem trai uma vez pode trair de novo. Esteja atento, mas não deixe de entregar seu coração e ser feliz!

4 comentários:

Marcio-SJP disse...

Vixi, bem enrolado.

Vc traiu ...ela te traiu...os dois se juntaram para trair o cara do trampo...

Mas tem o lado interessante, vc falou "o sexo sempre foi maravilhoso". Desculpe minha sinceridade, mas o sexo em questão foi maravilhoso para quem?

Se o sexo realmente era bom para ambos, então eu acredito que a traição foi apenas por ego ou vaidade, nada de importante ou que faça perder o sono.

abraços e beijos,
Marcio 4.0

Lele disse...

Digamos que confiança é como virgindade, uma vez perdida não tem como recupera-lá! rs
Como dizem: confiança só se perde uma vez.
O amor, a amizade, pode até permanecer, mais nunca será como antes!

Yuri disse...

po... minha namorada nem confia em mim, só pq uma vez ela viu uma foto de uma vizinha de minissaia no meu mp4... há 2 anos atrás

aisuehasiuehaisue

até comentei (@smangovl)

Leonardo Amaral disse...

Lele: Passado não se muda. Presente se faz e futuro não existe. Comparação esdruxula (Pra não dizer outra coisa).

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails