domingo, 22 de novembro de 2009

Casamento... ainda

Esta imagem pode ter sido postada sob a ótica masculina... o homem sonha com uma bela mulher, cerveja e futebol. Mas o que encontra é aquilo ali à esquerda. E com TPM até, se bobear.
E as mulheres se prestam ao papel, mesmo. Início de namoro: se produz toda para sair com o gato, sempre bem depilada, unhas feitas, toda montada. Com o tempo, passamos a achar o máximo receber o namorado em casa com aquele shortinho velho, rasgado... é sexy. Usar as camisetas dele é sexy.
Para o casamento, então, toda a produção é pouco. Cerimônia, festa, roupas e mais roupas. Passada a lua de mel... festas e jantares de casais, aos poucos a coisa vai esfriando, vira família, vêm os filhos, os assuntos são sempre os mesmos...
E um belo dia você está como na foto aí em cima. Olhando a novela, de pantufas e fazendo a unha na sala. É a rotina que se instalou. Mas o que a mulher quer também é o que está à direita na foto. É sedução, romance, diversão. Porque o marido também já não é o bonitão com quem ela um dia começou a sair. Ele agora anda de cuecas rasgadas e dorme de meias. Não faz a barba pra sair com ela no sábado (que saco fazer a barba!), mas sim pra trabalhar na segunda-feira, todo cheiroso.
Falo de coisas que já me aconteceram duas vezes, pois estou no segundo casamento. Sim, eu também tenho culpa. O que não admito mais é ler aqueles milhares de conselhos de como "reacender a paixão" direcionados somente às mulheres. Só porque está sempre de pau duro, não significa que o homem também não tenha que investir e seduzir.
Por outro lado, penso que "quem inventou essa história de dormirem na mesma cama e morarem sob o mesmo teto?" Esse é o maior motivo da coisa toda desandar. Acho que se morássemos em casas diferentes meu casamento não estaria tão morno. Na verdade, gelado. Não teria ido para a internet procurar ex. E olha que procurei apenas pela amizade que tínhamos, mas como ele ficou tentando me seduzir meses... que mulher não adora ver um homem louco por ela, cercando-a de todas as formas, mesmo que seja só para comer e depois cair fora?
Eu adoro isso. Jogo, sedução. Não tem como jogar e seduzir com uma pessoa cujas cuecas você estende no varal e que vai à farmácia comprar seus absorventes. Vira irmão. O pai dos seus filhos. O melhor amigo. E a magia da sedução e do jogo só existe quando há dúvidas, medos, segredos não revelados... aquele coração acelerado quando você vê a pessoa, o medo de que seja a última vez, o querer aproveitar ao máximo...
Nos ensinaram a estudar, crescer, trabalhar, casar e ter filhos. Mas não nos avisaram que tudo isso poderia ser um saco. E não nos ensinaram a fazer tudo isso de um jeito diferente. Penso que está mais do que na hora de reinventar essa instituição chamada casamento, porque o que aí está não serve mais. Você que leu até aqui deve estar se perguntando por que ainda está casado. Pode até defender seu casamento. Mas por que tanta separação, divórcio e traição por aí? E antes que ME perguntem... não, não tenho coragem de me separar de novo. Ainda não. Talvez eu queira reinventar. Talvez não.
Obrigada, Félix, do blog Super Sinceros, pela conversa sobre casamento e traição (no MSN) durante essa postagem!

8 comentários:

Felix disse...

Seu post ficou perfeito, a pura realidade dos casais atuais. É por isso q fiz um post sobre o casamento, teve uma ajudinha sua nele.
Beijos pra ti.

Mulher de 40 disse...

Obrigada, querido.
O post dele é http://www.supersinceros.com/2009/11/casamento-via-contrato-a-melhor-solucao/
Passem lá!
BJS

Sonia Regly disse...

Adorei sua visitinha e seu comentário, lá no Compartilhando as Letras.Volte outras vezes, para mim é uma honra.
Beijos

wilson disse...

É a mais pura e dura realidade.

Antonio_cc disse...

Falou parceira.. Muita verdade neste post.
Eu também vou na "segunda volta" e comprovo que você afirmou muita coisa importante. Por um lado, fomos ensinados a viver essa vida chamada "normal", obedecendo a padrões e regras. Por outro, somos animais, temos um monte de instintos difíceis de controlar, nomeadamente o de seduzir e procurar a sedução. No casamento, por mais que se reinvente, nunca vai ser igual à fase inicial, a tal que te acelera o coração, te tira a fome, te faz sonhar acordado, te tira o sono, te faz idealizar, te faz dormir 2 horas e acordar feliz e com energia...
Não é fácil não mas viver sozinho, de flirt em flirt, também torna nossa impessoal e vazia.
Que put@ de dilemão!
Um beijo grande
Antonio

Anônimo disse...

Concordo que hoje em dia já não cabe mais esperar que só as mulheres reacendam a paixão e estejam lindas e perfumadas, mas me parece que você quer o melhor dos dois mundos: a sedução da solteirice e a segurança do casamento. Embarcar no segundo e depois ficar reclamando não adianta nada. Em respeito ao marido eu me separaria dele para ele encontrar alguém que gosta de estar casado. Para quem já foi casada você parecer ter expectativas irreais.

Mulher de 40 disse...

Anônimo,
Depois de casada, as expectativas são cada vez menores. A gente passa a sonhar, já que aos poucos fica transparente, pois o marido já não nos vê. O dilema maior é: família e filhos em primeiro lugar ou a vida pessoal? Se forem os filhos o mais importante, quando eles se forem, o que restará? Dois infelizes? Tem razão... quanto a mim, quero encontrar alguém que não goste de casamento também!

edi.ggb disse...

Gente casa com motorista de caminhão,é o melhor casamento,só se uma vez por mês,as vezes,nos fins de semana,não cansa,estamos sempre com saudade.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails