sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Deixe as regras para segunda


A coisa sempre se repete. Nos sites de redes sociais ou na vida lá fora existem centenas de homens que se comportam feito paspalhos.
São perguntas e investidas extremamente cretinas de homens que passaram dos 25 e cresceram numa sociedade que fabrica perdedores e perdedoras todos os anos.
Coisa recente em formsprings:
“Quantos aninhos você tem?”
“Casa comigo. Já disse que te banco”
“Você é linda, simpática, gatíssima e deliciosa! #prontofalei”
“oiii,tá lembrada de mim? Você é linda sabia?”
“Dá uma chance pro Cearense”
Coisa recentes da vida real:
“Posso te convidar pra tomar um drink?”
“Se não quer ficar comigo, dá um mortal pra trás, se quer, dá um sorrisinho”
“Seu pai é Grego?” “Não, por que?” “Porque você é uma Deusa”
“Mano, tu é gostosa, vixe”
“Melhor agora, gata”
“Notei que estava me olhando. Posso me sentar?”
Recentemente uma mulher me disse que apenas uma vez conseguiu se comunicar com um homem quase “no mesmo nível dela”. É, os baba ovos turbinam os níveis de um hormônio feminino chamado Se Achismusterona que faz com que a mulher acredite que é mais inteligente, mais esperta, que é PHD em indiretas e que os homens são toscos demais.
A verdade é que a sociedade em que vivemos é uma fábrica de pessoas desmotivadas, pessimistas, cansadas e de baixa autoestima. E é verdade também que a sociedade em que vivemos traz valores arcaicos, empoeirados e mofados principalmente sobre o sexo oposto. Valores que podam, que confundem, que sufocam e que impedem um ser humano de ter uma vida mais prazerosa, mais ativa e mais feliz.
Dois dos conceitos que a nossa sociedade ensina são
1. Que existe o jeito certo e lógico de fazer as coisas;
2. Que mulheres bonitas e atraentes vivem em pedestais.
Já ouviu as velhas frases “Em mulher não se bate nem com uma flor” ou “Menina amadurece mais rápido que menino”?
Já teve a sensação que ela jamais daria atenção a alguém tão bobo como você?
Já pensou que alguém nasceu com um certo dom, coisa que não aconteceu com você?
Já ficou se perguntando onde foi que errou mesmo sabendo que não errou em nada?
Se você já se sentiu assim, saiba que você é influenciado diretamente pelo meio em que você vive e que esse meio nem sempre tem as respostas mais adequadas a você.
Cada ser um tem sua maneira de viver, de interpretar as coisas e de pensar, mas ainda existe um molde inflexível e com dimensões grosseiras em que as pessoas insistem em tentar se encaixar.
E daí surgem as cantadas prontas, os micos, as gozações, as inseguranças, a baixa auto estima, as frustrações, os relacionamentos conturbados, os casamentos que não funcionam, e uma série de situações.
Tenha em mente que você é uma pessoa diferente das outras, em maior ou menor grau, e que nada é lógico e óbvio como a sociedade burra impõe. Você tem suas vontades, suas necessidades de convívio social e seus sonhos e tem o direito de tentar realizá-los.
Tenha em mente também que nenhuma mulher vive em pedestal. Elas são como você, têm dúvidas, não estão com a razão sempre, vão envelhecer e esperam encontrar um cara que seja diferente dos outros, que vire o disco das cantadas baratas e que a surpreenda de vez em quando.
Relacionamentos não são cenas de teatro ou de TV que têm scripts a serem seguidos nem fórmulas matemáticas onde tudo é lógico, óbvio e se resolve simplesmente fazendo contas. Mesmo porque um relacionamento é uma das poucas situações da vida em sociedade em que você pode ser você mesmo, sem dar satisfações a mais ninguém.
Portanto, não tente convencê-la a se sentir atraída por você. Saia da sua zona de conforto. Torne-se um homem melhor, mais otimista, mais inteligente. Sinta-se um pouco mais confortável para ser e fazer o que quiser, inclusive numa noite de sexta.
Deixe que as regras, as ordens, as picuinhas, e os comentários lamentáveis do seu chefe façam parte apenas das manhãs de segunda e não ultrapassem o horário das 18h.
(Este texto foi enviado pelo nosso leitor @MulherNaoPresta)

3 comentários:

Solange Baumer disse...

O que mais dá raiva é de homem que na cara dura repete a mesma cantadinha barata pra mim e outras dezenas do orkut,twitter e sei + onde,e jura de pés juntos que só comigo é diferente.Deve me achar com carinha de tonta.Vai achando.

Vitor disse...

É uma pena que quando você vai se relacionar com uma mulher você acabe tendo que pagar um preço que os outros homens deixarem de débito com ela.

Elogia é um prazer muito grande, mas muitas vezes tem que se conter pra ficar dentro de uma estratégia.

Hiure disse...

Muito bom o texto do @MulherNaoPresta! Tanto o texto, quanto o blog, estão de parabéns.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails