terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Bola de cristal


Quando a gente está em um relacionamento, frequentemente escutamos as pessoas dizerem que devemos falar o que queremos para o parceiro, que ninguém tem bola de cristal para adivinhar o que pensamos. Os homens também adoram dizer que um dia queremos uma coisa e no outro queremos outra bem diferente. E quando estamos reclamando ou surtando, todos adoram nos chamar de loucas.
Ok, você está iniciando um relacionamento e conhecendo alguém. Óbvio que deve falar o que pensa, dizer o que gosta e pedir o que está querendo. Afinal, estão se conhecendo. E você também não é louca de surtar com um novo pretendente, né... Então muito certo que seja bem sincera e diga tudo o que está incomodando e também o que está adorando.
E quando faz anos que você já está com alguém? Também tem que estar sempre falando e, em alguns casos, desenhando aquilo que gosta em um banner para o outro entender? Será que o tempo não foi suficiente para que vocês se conheçam o suficiente para saber o que o outro gosta ou não? Aí você surta e você é a louca? A eterna insatisfeita?
Se estamos mudando, o outro deveria ter noção disso. Sentir que a coisa está indo para outros caminhos. E tentar saber se ainda se encaixa nisso tudo. Ou tentar acompanhar, se isso lhe faz bem. Se sente que você está insatisfeita ou distante, tem que tentar saber o porquê. Mas, como sempre, são os homens que acabam deixando pra lá... ninguém gosta de discutir relacionamento, afinal - nem eu, que sou mulher.
Não se trata de discutir relacionamento, embora muitas mulheres gostem de apelar para isso. Se trata de envolver o outro na sua vida. Mostrar no quê você está mudando. E lembrar que a outra pessoa que está ao seu lado há tanto tempo tem que ser valorizada e lembrada. E principalmente... seduzida.
Já enfrentei dois casamentos. O que falta? Sedução. Envolvimento. Dedicação ao relacionamento. De vez em quando, olhar para a mulher como se fosse a primeira vez. Mulheres mais facilmente se mantêm apaixonadas, e qualquer ciuminho que venham a sentir já mostra isso. Eu mesma, quando sinto ciúmes me apaixono de novo, com a mesma intensidade. Mas os homens caem na monotonia, se acomodam e acham graça quando a mulher "surta".
Assim, passamos a ser a louca, a má, a mulher com TPM, a depressiva, a chata. Será que estamos sapateando para sermos vistas e lembradas, como crianças que fazem arte para chamar atenção? Ou será que é o nosso subconsciente pedindo para sermos seduzidas?
Eu não sou mulher de discutir relação. Sou mulher para ser notada e seduzida. Muito simples. Quero ter de vez em quando a primeira noite de volta. Quero a paixão, o reencontro, o mistério. Quero lua de mel. Quero ser agarrada de repente, por trás, ganhar uma mordida no pescoço e um convite bem safado. Quero ser levada pelos sentimentos mais vezes, quero fechar os olhos e me entregar sem vergonha, sem pudores e com muita paixão.
(Se você é mulher, provavelmente está me dando razão em quase tudo... mas, mais uma vez, é VOCÊ que está lendo isso e, no máximo, talvez venha a mostrar para o seu homem, e dificilmente ele vai ler com atenção. Se você é homem, parabéns, deve ter uma mulher de sorte ao seu lado, ou logo terá, porque você se preocupa com ela!)
Beijos... sempre apaixonados!

7 comentários:

Kako disse...

Muito interessante o texto, especialmente por falar de nós, homens, abertamente.

Tenho uma opinião sobre essa atitude masculina de deixar para lá, ao que parece, o homem de preocupa em, apenas, conquistar uma vez. O que é muito errado já que é provado, os relacionamentos que mais duram, são aqueles que o homem continua conquistando sua amada a cada dia, inovando e sendo criativo.


Abraço!

Mulher de 40 disse...

ALELUIA!!!
Existe um, mulheres... rsrsrs

Mr Bunda disse...

Muito bom o texto.

É muito difícil para alguns dos homens essa reconquista diária. Interessante é que a mulher é muito fácil de ser interpretada em relacionamentos longos, então basta que o homem a note para poder manter aquela mágica da relação.

Não sei se os homens são tão interpretáveis, entretanto seu texto vale também para as mulheres.

Érica Lenita Blog´s disse...

O pior é que uma hora cansa! Esta mensagem caiu feito uma luva para mim!

Vivo com uma pessoa 20 anos mais velha do que eu. Nossos sonhos não são os mesmos, sempre soube disso. Entrei nesta relação já sabendo disso. Mas é muito chato ficar lembrando o tempo todo que eu preciso viver meus sonhos... estes que já foram realizados por ele.

É muito ruim sentir que minhas vontades são indiferentes aos olhos dele. Indiferenças desanimam...

Beijos e parabéns pelo blog. Um dia desses mando uma história real para vc postar!

Crazy disse...

E quando faz anos que você já está com alguém? Também tem que estar sempre falando e, em alguns casos, desenhando aquilo que gosta em um banner para o outro entender? Será que o tempo não foi suficiente para que vocês se conheçam o suficiente para saber o que o outro gosta ou não? Aí você surta e você é a louca?

perfeito!

Kako disse...

Complicado é, caro MR, para aquele que não busca ser criativo. Criatividade não se resume apenas em artes(pinturas, desenhos, musicas, e etc) mas sim em demonstrar, cada dia, uma nova forma de se expressar aquilo que sente.
E isso meu amigo, quando se gosta mesmo, não é tão complicado. É 50% do caminho.

Uma palavra pode valer mais que uma letra de musica, basta a forma de como você a diz, escreve, soletra.

É minha opinião.

Abraço!

Mr. Bunda disse...

É como eu disse Kako, para alguns homens é complicado. Mas também disse que as mulheres são mais simples do que a maioria prega, é só saber olhar e reagir pra que elas sempre se sintam amadas. Ou seja, não precisamos de bolas de cristal.

E tanto mulheres quanto homens se esquecem de olhar, mas bato na tecla, homens olham menos, vivem presos em si mesmos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails