domingo, 9 de janeiro de 2011

Quando eu for velhinha...

Quando for velhinha, viverei uma longa temporada com cada filho... Lhes darei tanta felicidade! Quero devolver toda a alegria que eles me deram, retribuindo e agradecendo cada coisa. Oh! Ficarão tão emocionados!
Escreverei nas paredes com lápis coloridos, saltarei sobre as camas calçando sapatos. Brincarei de casinha com todas as cobertas da casa, beberei o leite direto da caixa e entupirei o vaso com papel higiênico.
Quando estiverem ao telefone e não puderem me ver, vou revirar todos os lugares, caixas e caixinhas. Me apontarão o dedo e farão sinais com a cabeça. Farei cara de "não fui eu" e fingirei estar ofendida.
Quando fizerem a comida e chamarem para comer, demorarei a ir, só para deixá-los nervosos. Não comerei a verdura. Direi que a comida está ruim, engasgarei com os cereais, derramarei a água, o suco e também o leite na toalha da mesa. Quando se aborrecerem, chorarei até que se desesperem. Quero só ver a cara deles!
Sentarei bem pertinho da TV, mudarei de canal o tempo todo, colocarei no programa que mais detestam e cruzarei os olhos para ver se fico vesga. Daí sairei sem desligar a TV.
Antes de ir deitar tomarei meu copo de leite e deixarei a porta da geladeira aberta, as luzes acesas e meus sapatos e meias no meio da copa.
Falarei ao telefone com minhas amigas íntimas por cerca de meia hora com cada uma, contando-lhes como estou passando.
Buscarei quem faça tudo por mim e como não pegarei as coisas no chão, também não me importarei se alguém tropeçar nos meus sapatos.
Se me pedirem um favor, lhes direi "Já vou!" Mais tarde, já na cama, vou me espreguiçar, darei um suspiro, cantarei minha canção preferida e colarei minha goma de mascar debaixo da cama. Agradecerei a Deus com uma oração e cerrarei os olhos.
Meus filhos vão me ver sorrindo, sairão devagarinho do quarto e dirão, queixosos: "É tão meiga quando está dormindo!"
Pergunto para mim mesma... Acharão graça ou começarão a procurar um lugar onde haja outras mães que fazem os mesmo que eu? Mas não importa... O importante é que pude devolver-lhes as alegrias que eles me deram quando pequenos!
(Desconheço a autoria)

4 comentários:

sonyangel12 disse...

os asilos vão ficar lotados desse jeito...kkkkkkkk

eva mooer disse...

Irônico.....jocoso...gostei,já pensou se nossos pais tivessem feito o mesmo?o que seria de nós?não fomos tão melhores do que nossos filhos.Mais obedientes concordo, mas quem já não deixou os pais de cabelos em pé?Bom, vou pensar em algo mais sarcástico ainda para praticar com meus filhos durante o tour que farei por suas casas.Acho que não irão esperar pela segunda volta,direto para uma casinha de repouso forçada rsrsrsrs...bom domingo

Afrodite disse...

kkkkkkkkkk...
Tb sou da teoria que os asilos se encheram!!!
Vão 'enricar'!

Curiosa disse...

ahahaha! a-do-rei! adorei ...
eu tbém quero!
beijo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails