sábado, 12 de fevereiro de 2011

Mudar é bom... você já mudou?

Gosto muito de falar de mudanças. Para mim, a vida é feita delas, e quem não muda, já está morto e não sabe. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas só pensa em mudar no momento em que sente que alguma coisa já lhe escapou das mãos... Essa mudança pode ser verdadeira?
Não acredito muito em mudanças motivadas por fatores externos. Acho que uma mudança só pode ser considerada mudança se vier de dentro. Quando a pessoa sente que ela mesmo já não se basta, não se resolve sozinha, não vence do jeito que é. Quando a pessoa não está mais satisfeita com sua vida.
Eu mesma, confesso, demoro muito para mudar. Às vezes levo anos sofrendo de alguma coisa por dentro até me dar conta de que eu não me satisfaço, eu não me faço mais feliz. Aquela amargura e depressão que nos faz ir parar em consultórios psiquiátricos, aquela sensação de que felicidade é só para os abençoados - e você não é um deles.
E aí a pessoa tenta, com remédios e terapias, com conversas infindáveis sobre os mesmos assuntos, reencontrar o equilíbrio perdido - ou nunca encontrado. Passamos às vezes anos no fundo de um poço, no meio da lama, chafurdando e tentando nos agarrar a algum braço estendido... quando a solução está bem ali, dentro de nós.
Esse ano tive um insight bem forte. Sabia que teria que tomar decisões sérias e resolvi fazer uma viagem longa para ter certeza. Viajando, reencontrei a mim mesma, depois de muito fugir.
Fui tão longe pra me encontrar
Descobri que na rotina a gente se perde
Rodei mais de 1.500 km
E na volta achei o que tinha perdido
- Ou esquecido.
... Eu mesma!
E foi tão bom reencontrar a mim mesma! Sabia que tinha uma pessoa maravilhosa ali, com suas qualidades e seus defeitos, com sua vontade de viver, com sua alegria e energia! Descobri que ninguém pode me fazer mudar por conselhos ou exemplos, apenas eu posso fazer isso. Posso até fazer as coisas que me diziam para fazer, mas isso tem que vir de dentro de mim para ser verdadeiro.
E sinto que alguma coisa realmente mudou. Sinto que tenho o controle da minha vida. As pessoas podem me ajudar e só o farão se eu tiver a certeza do que quero. Não é fácil, podem ter certeza... mas é muito bom! É como tirar a pele, ou a casca, e ver surgir de dentro algo novo... exatamente como a borboleta!

15 comentários:

Camila Bohn disse...

eu particularmente adoro mudanças, tenho necessidade delas... mudar renova as energias, o entusiasmo... mudar é motivador! A gente cresce, aprende, desapega quando decide mudar, quando a mudança vem de dentro!

KikalGarcia disse...

Mudar é bom, é maravilhoso. Mas quando a mudança beneficia a nés mesmas, não pq nos foi pedido, mandado, intimado..
Estou numa fase de mudança. de grandes espectativas. de novos horizontes, colocando a minha vida no eixo correto... grande texto...

Ileniel Nunes disse...

Mudanças, mudanças e blá blá blá, ela é linda e blá blá... sem contar que blá blá blá, por caisa dos blá blá...
Vamos ao que interessa, ser conciso e coerente, é o que importa e vale... o Resto é merda do blá blá...
A vida é feita de ação e reação, atos e fatos, as situações que chamamos comumente de mudanças (terminho que já cansou minha feiura, puta que me pariu!), são apenas conseqüências de nossas escolhas, quer sejam elas boas ou não, um ato que gera um fato ou não... Tudo questão de relatividade, e ponto de vista, podendo este ser divergente, ou de concordância, a benéficie de tudo está em seu favor, os problemas também... Então mudanças são apenas reflexos de escolhas. outro item, problemas devem ser solucionados e não contornados, se algo do passado vos incomoda é porque não foi resolvido apenas contornado, se apenas lembranças incomodam é pelo simples aspecto de que não encontrou algo que possa substituir a lacuna que existe no seu âmago.
Beijos e felicidades sempre...

Mulher de 40 disse...

Camila, tenho praticado o desapego diariamente... até com coisas velhas guardadas em gavetas e garagens... e faz muito bem mesmo!

Kika, estou na mesma fase que você!

Ileniel, o fato é que escolhi mudar, poderia ter escolhido continuar na mesma m- de sempre. O passado fica incomodando quando temos um vazio, verdade, mas quando encontramos o que verdadeiramente preenche - no meu caso, a minha liberdade e o meu jeito de ser - , as coisas que passaram deixam apenas um gosto bom na boca e não o amargo do que "deveríamos etc."

Ileniel Nunes disse...

como eu te disse meu anjo... tudo é apenas uma questão de escolha!! Beijos meu doce.

um blog de links disse...

ja mudei e continuo mudando sempre!

Bjs

Cynthia

Luana disse...

mudar é bom , mais quem disse que eu consigo .
eu sempre tento , mudando a roupa o cabelo o modo de pensar !
mais nada á força agora , vou deixa o tempo me mudar !
Legal este post.

KK disse...

Vivo falando sobre isso também! Somos naturalmente mutantes e isso é o que torna a vida mais excitante. Um dia a gente se encontra pra depois se perder de novo! A gente se reconhece e desconhece quase com a mesma frequência e, em minha opinião, isso é muuuito bom!!! Parabéns pelo post! Abração! =)

KK disse...

Vivo falando sobre isso o tempo todo... Somos mutantes por natureza: nos encontramos pra depois nos perder de novo, nos reconhecemos e desconhecemos quase com a mesma frequência. De mudança, eu sei muito bem! Mesmo quando não quis, e quase sempre eu topo, minha vida deu reviravoltas! Já comecei do zero muitas vezes e isso tornou minha jornada valer ainda mais a pena! Apreciar a mudança é imprescindível! Parabéns pelo post! Grande abraço!

Karine Kakakis

Berna disse...

Tb demoro pra mudar. Resisto,disfarço,me debato...estou nesse momento atualmente.Seu post me fez pensar...

Denise Clemente disse...

Você sabe que um dos grandes aliados do tédio e da depressão é a rotina? Aí é que nos sentimos perdidos mesmo. Ótimo vc ter tido um insight amiga, só que eles devem ser mais frequentes pra vc conseguir se reinventar sempre. No mais, liga o PHODDA-SE 4x4 Turbo!!! Bjim.

Angelike disse...

Em geral o ser humano é resistente a mudanças, eu acredito que toda mudança á para melhor, mesmo que no momento em que ela ocorra traga mágoas, dissabores, no fim aprendemos com elas e crescemos, nos fazendo forte para novas mudanças que podem ocorrer.
Eu penso que existem mudanças pessoais, aquelas que vem de dentro, que paramos e pensamos, é hora de mudar e aquelas que ocorrem sem que possamos evitar.
Ambas renovam e fazem bem.
beijos

Leonardo Amaral disse...

Mudar vira algo efêmero quando se fala muito nisso. Não me importa muito dizer que mudamos ou o que isso representa em nossas vidas. Mudamos pra pior quando deixamos nossos casamentos nos estagnarem, mudamos para melhor num novo emprego, mudamos para pior quando brigamos com alguém, mudamos para melhor quando descobrimos um pedaço a mais de nós mesmos. Importante é que todas as mudanças são um processo. Eu buzinar na tua orelha fez parte disso tanto quanto você ter este blog, quanto ter viajado, quanto ter tido a grande chance que você queria. Elas vem, queiramos ou não. O negócio é o que fazemos diante delas.

E se alguém vier com mimimi, não preciso dizer o que todos dizem, quero acrescentar, e não ser mais do mesmo, por mais que concorde com isso.

E minha amiga Mulher de 40, siga em frente, senta a pua, que você merece cada coisa do que está lhe "mudando" agora.

Edu disse...

Eu acredito que as pessoas têm a capacidade de mudar. Só não acredito quando a mudança é motivada por problemas num relacionamento. Na maioria das vezes, a mudança é apenas circunstancial e não é duradoura. Uma pessoa só muda de verdade quando ela mudar por ela, e não pelos outros.

Eu já tentei mudar algumas coisas em mim para salvar relacionamentos. Mais de uma vez e em mais de um relacionamento. Acabou que não foi o suficiente, mas me ensinou algumas coisas.

Hoje já mudei muitas coisas para melhor, mas mudei por mim.

Kátia disse...

Oi!
Tem um selinho para você!
BJoo,
http://byebyegordura.com.br/?p=2551

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails