domingo, 13 de novembro de 2011

Tudo se encaixa?

Por que tudo parece acontecer na hora certa, às vezes? Parece que as coisas convergem para um fim. Como quando você vai fazer um bolo e pega os 3 últimos ovos, o resto de farinha e a última colher de fermento. Ou quando você vai mudar de cidade e vê que nada pode te fazer mudar de ideia, ou quase nada?
Às vezes as coisas se encaixam numa sucessão de acontecimentos e você se pega pensando no porquê de tudo ser assim. Se tudo aquilo está querendo te dizer algo. Ou então algo acontece de repente, frustrando todos os seus planos por tanto tempo amadurecidos, transformando e transtornando toda a sua vida. Como um acidente de carro, por exemplo.
Penso que às vezes realmente atraímos os fatos e as reações por eles desencadeadas. Mas às vezes parecemos joguetes do destino, marionetes na mão de uma grande força. E olha que acredito em livre arbítrio...
Passei alguns meses, esse ano, um tanto reclusa, devido a problemas e acontecimentos que me levam a esses pensamentos. Isolei-me do mundo real, quase que completamente. Me agarrei nas pessoas que me são mais chegadas, passando a valorizá-las cada vez mais. Meu "eu" rebelde se aquietou um pouco e me peguei pensando coisas mais comuns, digamos assim. Logo eu que sempre fui - acho que ainda sou - tão rebelde.
Será a idade? Afinal, completei 45 anos. Será que um tempo chega em que a gente se acomoda? Não gostaria que isso fosse verdade inteiramente, porque sei que tem coisas contra as quais sempre devemos nos rebelar e lutar para que mudem. Inclusive alguns velhos pensamentos. Mas até que ponto?
Alguns me dizem que isso é sabedoria. Para mim é apenas uma calmaria. Que às vezes prenuncia uma tempestade. Decidi não me rotular mais, me sinto em constante mudança, talvez mude para uma pessoa mais evoluída, talvez o tempo apenas tenha amenizado certas loucuras. Talvez ainda, seja apenas vontade de descansar...

3 comentários:

Desejos e Fantasias de Casal disse...

Passamos para desejar um bom feriado....


beijos


Cris e Junior
http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com/

Helena Blue Moon disse...

Eu sou da opinião que a maturidade traz serenidade.

No íntimo as pessoas são as mesmas, suas características intrínsecas estão e estarão sempre ali, só que é a mesma coisa de uma forma mais suave, mais seletiva, mais centrada.

Isso é sabedoria? Tavez seja, mas se for é da própria vida e seus mecanismos, não necessariamente das pessoas...

Beijim.

Swingers Veronika e Cláudio disse...

Que seja sabedoria, calmaria ou qualquer outra coisa que nos faça parar e pensar, refletir, analisar, recolher - em todas as fases da vida passamos por momentos como esse. Quando somos mais jovens esses momentos são tão rápidos às vezes que não nos damos conta de que ocorreram - temos urgência. Quando, porém, estamos mais maduras, damos a esses tão necessários "tempos" a devida importância. São eles que nos fazem decidir que caminho tomar (também acredito em livre arbítrio) ou simplesmente nos deixar levar, muitas das vezes sem sabermos para onde, mas entendemos que permitir essa inércia é o que de melhor podemos fazer.
Beijos, minha linda!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails