quarta-feira, 28 de março de 2012

Exausta


Hoje, levantei às 7 horas, limpei o cocô do gato, arrumei café para mim e minha filha, saí para trabalhar já meio atrasada. No cruzamento da BR, milhões de carros queriam o mesmo que eu: chegar.

No trabalho, alguém estava ocupando o computador de minha sala, que além de lento não é só meu... Resultado: mais trabalho acumulado. Sorte que a chefe não estava, então dei um jeito de sair mais cedo para resolver problemas pessoais.

Além de não conseguir resolvê-los, fui para casa, mas bem faceira, "bah, ganhei uma horinha...". Fiz almoço, estendi roupas, passei pano na casa, lavei a louça e quando parei faltavam 5 minutos para sair de novo... já quase atrasada. Mais fila na BR.

Meio de tarde. Filha carente. Trabalho por fazer. Reunião, argh. Ginástica. Clube, levar a filha ao karatê. Ainda bem que encontrei uma amiga que não ia malhar, resolvi não nadar também. Duas cervejas. Ou três. "Mãe, quando a gente chegar em casa, me ajuda na tarefa de ciências?"

Quem disse que era bom se emancipar e trabalhar fora? Que tipo de exemplo estou dando para minha filha? "Mulher batalhadora". Grande coisa. Enquanto isso, algumas levam os filhos para o colégio e vão para o salão, para a massagem, para a p-q-p... Porque têm um imbecil para pagar as contas. Afinal, homem só veio ao mundo para isso mesmo...

Essa vida só trouxe a necessidade de anti depressivos e remédios para dormir. Ontem, precisei tomar 2, porque um só não fez nem eu fechar os olhos. Quero parar de menstruar. O médico mandou tomar pílulas. Menstruei igual. "Não dá pra tirar fora, não? Não preciso mais dele..."

Não sei viver sem homem. Sem sexo. fico irritada. Triste. Fico calculando quando tempo fiquei casada sem sexo e me martirizo. Quanto sexo deixei de fazer? Companheirismo? Não paga as contas nem evita TPM.

Sorte que hoje em dia, cueca só em chão de quarto de motel... Estuda, minha filha, e muito... e escolhe a carreira certa. Ou o homem certo. As feministas, que morram secas. Não gostou? Troca de lugar comigo, então, se tiver coragem...

6 comentários:

Penélope disse...

Amada... bem conheço essa rotina...inclusive dos antidepressivos, ansioliticos e casamento sem sexo... hummm...você está certa...mas podes crer...melhor mesmo e casar, amar e ter as contas pagas por "ele".. risos.. beijos...

Danielle Cosme disse...

Oi, nossa adorei o texto, é bem assim que me sinto, só que multiplico por 2 a preocupação e trabalho com filho, afinal sou mãe de dois meninos..e tem momentos que meus dias deveriam ter no minimo 35 horas, fora os dias em que dá vontade de virar "mulherzinha" dengozinha, chatinha, dependentizinha e ter que ficar preocupada apenas em marcar hora no salão, escolher a cor do esmalte, as vitrines do shopping ou a roupa pra ir malhar.
Bjs
Daniele Cosm
http://quaseloba.blogspot.com

Charmoso disse...

;) Mulher batalhadora ahahah

E homem não veio ao mundo só para pagar as contas. Também veio para lhe dar o prazer.

Beijos com charme

Afrodisiaco disse...

Levei seu banner para o meu blog, estou iniciando aqui e gostaria muito da ajuda dos amigos blogueiros com temas específicos, dê uma olhada em meu blog e comente.

Desejos e Fantasias de Casal disse...

Olá...

Estamos de visual novo... venha fazer uma visita em nosso novo blog....

beijos

Cris e Junior
http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com

Anônimo disse...

uma parte do seu desabafo me faz pensar em uma coisa... holy cup! acompanhe no facebook.com/holycup se puder. !!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails