segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Mulheres X Homens #2

O psicólogo Flávio Gikovate, em entrevista para O Globo (leia, vale a pena!), disse que "estamos passando por um momento de grandes mudanças nos relacionamentos afetivos. Os homens estão tendo que aprender a lidar com uma nova mulher. Já elas estão percebendo que praticar o sexo casual pode não ser uma boa ideia."
Para ele, os relacionamentos são impulsionados pela atração física e terminam porque as diferenças acabam sendo maiores do que as semelhanças de caráter. As mulheres evoluíram muito em termos profissionais e até em relação ao poder sexual, devido à liberdade que conquistaram, e os homens não evoluíram, "Estão com medo dessa nova mulher mais forte que eles e que, diga-se de passagem, também nem sempre se interessam por aqueles que elas não conseguem admirar como mais competentes que elas."
As reclamações são sempre as mesmas. Os homens não sabem o que fazer quando encontram mulheres mais velhas do que eles, que já estão com a vida organizada. Ficam perdidos com mulheres que dizem o que pensam e o que querem, na cama e fora dela. Como foram acostumados a estar no controle, temem perder esse controle quando encontram uma mulher de opinião, de atitude.
A mulher, por outro lado, é super exigente em relação ao homem que está ao seu lado. Acha às vezes que poderia "conseguir coisa melhor", mas tem medo de ficar sozinha e continua um relacionamento que não a satisfaz mais. E assim a vida segue seu curso, e um dia, quando olha para trás, enxerga um tempo perdido em que ambos poderiam ter-se reconstruído.
Essa mulher não precisa necessariamente ser uma ninfomaníaca, uma prepotente, ou uma louca (como eles adoram nos chamar disso!), ela pode ser apenas uma mulher como qualquer outra, apenas possui mais verdade naquilo que faz. Não admite hipocrisia nos relacionamentos. Uma mulher que às vezes vai para a cama no primeiro encontro, às vezes não tem certeza de que é isso que quer, mas não tem regras fixas - como se estivesse em uma espécie de jogo.
Sinto que homens e mulheres devem se desapegar da ideia de que casamento é o rumo natural da vida. Casar é uma instituição falida, do jeito como foi concebida e da maneira que ainda é interpretada pela maioria das pessoas. Daqui para a frente, acho que homens e mulheres deverão repensar seus relacionamentos e criar novas formas de levar a vida, que não envolvam possessividade, exclusividade, morar juntos ou acreditar em amor eterno necessariamente.
Isso será tema para outro post. Beijos!

3 comentários:

Anônimo disse...

O que o Flávio Gikovate diz já vem sendo repetido há anos. Portanto, não é novidade essa forma de pensar.

Mas será que as mulheres mudaram tanto assim? Antes, queriam homem com capacidade de ser "provedor".

Hoje, continuam querendo a mesma coisa, pois procuram homens que possuam renda maior que a delas.

E por aí vai. Onde está a "evolução"?

O que o Flávio disse é insuficente para entender a situação atual e já virou até clichê.

@lucames

Leonardo Amaral disse...

Tá passando da hora das pessoas reverem seus conceitos de relacionamentos.

Marcio-SJP disse...

Na minha opnião o casamento é algo maravilhoso, filhos então nem se fale!!!

Pucos entendem que a felicidade esta dentro de você e não nas pessoas que você vê e acredita que sejam felizes...o solteirão pode até aparentar ser feliz na "night" mas e no dia a dia? Nas noites de solidão? Tem alguem todas as noites para conversar? Vai dormir planejando o futuro pra quem?

Isso pra mim chama-se INDECISÃO, INSEGURANÇA, para ter alguem ao seu lado!

beijos,
Marcio 4.1

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails