sábado, 19 de dezembro de 2009

Formspring.me e a Mulher de 40


Ontem resolvi entrar no Formspring.me e gostei muito, porque o povo já saiu perguntando. Então resolvi comentar sobre os assuntos que surgiram por lá. A maioria das perguntas foi sobre sexo. Às vezes não sei bem o que eu passo como imagem para as pessoas, mas como alguém disse lá ontem, falo sem medo o que a maioria nega e esconde. E isso é verdade, talvez pelo anonimato que uso, talvez pela minha natureza... sempre fui de falar abertamente sobre todos os assuntos, e nunca tive vergonha de nada.
Isso assusta muita gente. Isso provoca também inveja. Mas o melhor disso tudo é que provoca também simpatia por parte das pessoas que não têm tanta coragem assim de se mostrar. Adoro quando alguém me conta por email ou DM que passou por uma história parecida com a minha. Me faz bem saber que existem pessoas que pensam e agem como eu, que tem fraquezas como eu, que erram e admitem, que tem vontade de fazer as mesmas coisas que eu tenho...
Posso estar até admitindo que cachorro que muito ladra, não morde, mas na verdade, em 43 anos de vida estive 4 anos em um primeiro casamento, estou a 9 em um segundo, que talvez também acabe, e como perdi a virgindade com quase 19 anos, o tempo que tive para namorar e ferver foi de 11 anos. Se for comparar com alguém que transou a primeira vez com 15 e hoje tem 30 e sempre foi solteiro, eu sou muito mais inexperiente! E se for dividir o número de parceiros que tive até hoje pelo número de anos "na ativa" - considerando que no casamento a gente não fica tão ativa quanto gostaria rsrsr - , isso dá... 3 a 4 por ano!
Também tenho a declarar que quando era mais jovem, e sempre fui muito namoradeira, as pessoas não eram tão declaradamente sexuais como agora. Conversávamos pouco sobre o assunto. Mas, como já disse em outros posts, sempre gostei de ser franca. Com 20 e poucos anos dificilmente tinha orgasmos transando. Transava muito e gostava, tinha orgasmos me masturbando, mas orgasmo mesmo só fui conhecer depois dos 30 anos. Meu namorados se esforçavam até, mas acho que eu era jovem demais, ou desinformada, ou inexperiente para saber aproveitar tudo o que o sexo pode proporcionar.
Então, por volta dos 30, passei a me interessar mais sobre o assunto, comecei a curtir ver filmes pornôs, aderi ao sexo casual e tinha meus FF - fucking friend ou foda fixa. E é a velha história... se mulher aos 30 perde a vergonha, aos 40 nem lembra mais o que é vergonha, mas passa a exigir qualidade, e essa exigência é muito forte. Não é mais qualquer papinho que nos enrola, nem qualquer homem que nos excita. Eu, particularmente, me excito muito com conversas inteligentes, homens de humor afiado e firmeza nas ideias e nas mãos. Homem que sabe falar sacanagem do jeito certo e na hora certa, sem ser vulgar, é tudo!
Bem... depois de tanto tempo casada, a coisa fica meio arroz com feijão mesmo. Quem é casado sabe, está passando ou já passou por essa fase. Ainda não sei se é uma fase ou se é realmente o fim. Acabei traindo, mas no conjunto geral acho que sempre fui boa esposa, e a traição, no momento, não é tão relevante se for considerar tudo o mais que envolve um relacionamento tão longo. O que posso dizer é que a carne não é fraca, porque se fosse, não teria me dominado tão fortemente como aconteceu. Sexo para mim é uma coisa muito importante, um momento mágico, de transcendência mesmo. E quando acaba a química, não posso me sentir culpada por ela acontecer com outra pessoa.
Também passei a dar vazão a fantasias sexuais, como transar com uma mulher ou com mais de um parceiro, e até ir a uma casa de swing. Mas esses assuntos são bem complicados de se tratar com maridos... fico pensando que estou deixando de viver experiências que poderiam ser bem interessantes... e na minha idade, o tempo passa muito rápido!
Bem... falando tudo o que penso, posso desabafar com meus seguidores e leitores! Obrigada a vocês pela oportunidade! Perguntem tudo o que quiserem! Se eu puder ajudar alguém, já estarei me sentindo recompensada por tantas horas sentada na frente deste monitor, algumas vezes apenas por me sentir solitária...
Beijos e apareçam por lá! Formspring.me

3 comentários:

Denise do Egito disse...

Oi, tudo bem?
Obrigada pelo link pro Papo Calcinha.
Essa do "feijão com arroz" no casamento é uma realidade implacável mesmo. E é difícil reinventar a relação. Só mesmo existindo o verdadeiro amor e muito companheirismo.
Um beijo e boas festas!

Anônimo disse...

gostei muito do q vc escreveu, da sua sinceridade.às vezes me pego pensando as mesmas coisas...que novas e interessantes experiências me esperam...e eu quero muito vivê-las, que a vida passa muito rápido e, realmente, depois dos 40 , a gente não precisa mais seguir certos padrões.legal mesmo...bj

Anônimo disse...

OLÁ eu me separei a 3 meses mas ja estava me preparando pra isso a 8 anos e fui a melhor coisa que fiz pois as 4.3 quero se irresponsável as vezes quero ter sexo toda hora pois adoro e apos 24 anos de prisão isso nem existia mais pelo menos comigo não ai não resisti e trai sem arrependimento e com muito sexo e tesão com outra pessoa casada tbm , hj faço sexo com outro éo ff ,e adoro sou livre e idenpendente com 2 filhos maior de idade e bem resolvida amo seu blog pois me identifico muito com vc pois sempre fui a ovelha negra da familia e sem remorso beijosssssssssssssss

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails