domingo, 17 de outubro de 2010

O lado bom de envelhecer

Quem me conhece um pouquinho sabe que, de vez em quando, eu adoro me maldizer e falar que odeio estar envelhecendo. É a dura realidade batendo à nossa porta. É como acidente de carro, você nunca acha que vai acontecer com você. Mas é inevitável e, como todos dizem, a outra opção não é tão atraente... pelo menos não por enquanto.
Resolvi botar a cabeça para funcionar (o que também é saudável e mantém os neurônios ativos!), e pensar no lado bom das consequências de envelhecer.
1 - Audição - Se ficarmos surdos, não escutaremos as pessoas resmungarem ou falarem mal de nós. Também teremos a desculpa de "Não ouvi o que você falou" em qualquer situação embaraçosa envolvendo algum tipo de esquecimento. Em compensação, jamais deixaremos de escutar um bom show de rock'n roll \o/, e pediremos para aquela pessoa especial chegar mais perto pra falar com a gente...
2 - Visão - A partir dos 40 e poucos anos, mesmo os míopes como eu também passarão a enxergar mal de perto, ou seja, a gente não vê nada mesmo. Melhor! Ao olharmos para o espelho não teremos a mínima chance de enxergar rugas. E não veremos aquele chato lá do outro lado da rua. Também podemos fazer um charme, puxando uns óculos cheios de estilo para ler o menu do restaurante...
3 - Paladar - Li sobre o processo de envelhecimento que o paladar também vai-se reduzindo... Mas o meu está ficando cada vez mais exigente, para muitas coisas, inclusive a comida! Não é com qualquer porcaria que a gente se satisfaz, entendam do jeito que quiserem!
4 - Tato - Já que não escutamos nem enxergamos direito, o negócio é partir pra pegação!
5 - Olfato - Não sou cachorro, então isso não me interessa muito. Se diminuir, melhor, menos cheiro ruim sentiremos. E menos motivos para reclamar teremos rsrsr
6 - Memória - A gente continua lembrando da infância e da adolescência, enquanto esquece os fatos mais recentes. A minha teoria é que quando éramos crianças e adolescentes, estávamos errando para aprender, e, depois de adultos, quando erramos somos criticados, cobrados e julgados. Quem quer lembrar disso?
7 - Experiência - Dizem sempre que a gente fica experiente. Um eufemismo para dizer que quanto mais cagadas cometemos, mais experientes ficamos. Mas o fato é que nunca deixaremos de fazer cagadas! O lado bom é que a gente já sabe dizer "foda-se, não tou nem aí!"
8 - O que era mesmo o número 8? rsrsrs Ah! Aprender a rir de si mesmo antes que os outros o façam...
Também achei um trecho muito bom
nesta entrevista com a pesquisadora Anita Liberalesso Neri:
"O bom é você poder olhar para trás, fazer um balanço, uma revisão da sua vida, e ver que ela teve e tem um sentido, é ter uma sensação de realização. Assim, as pessoas idosas poderão aceitar bem o relativo afastamento da vida social, as mudanças de papéis. É importante reconhecer que como a vida não é ilimitada, as pessoas não podem se manter no topo até a morte. O declínio e o recolhimento são inevitáveis e de certa forma construtivos. Na velhice, mesmo tendo que conviver com algumas limitações, as pessoas verdadeiramente maduras podem selecionar domínios da personalidade, da inteligência, das habilidades e da atuação social às quais poderão se dedicar e poderão sentir-se muito bem. A velhice é uma fase em que a pessoa pode se sentir mais liberta de obrigações e normas, pode estar mais em contato consigo mesma; pode ser mais compassiva e aceitadora; pode passar a preocupar-se desinteressadamente pelo semelhante, pode descobrir um sentido na vida e pode investir mais em si mesma."
Aprenderam?

2 comentários:

Juliana disse...

Adorei! afinal tudo tem um lado bom né? bjussss

Eduardo Dalla Costa disse...

Precisamos aprender que o tempo é inevitável, ele não pára, logo, a nossa juntetude se esvai, isso não é problema se formos "treinados", "ensinados" a aceitar a velhice de bom grado, mas não aceitá-la inerte, estático e sim agil, esperto, andando, falando, pulando, correndo, exercitando todas as nossas faculdades, nossos sentidos, para que possamos envelhecer saudavelmente em corpo e mente e com isso aceitar e compreender que a morte é certa e que morrer velhinho não é o fim e sim o meio de uma vida longa....

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails